Últimas Notícias

PM intensifica policiamento na região

A área do 19º BPM/M abrange desde o Jardim Colorado, passando pela Vila Primavera, Sapopemba,  Jardim Santo Eduardo,  Jardim Vila Formosa, Vila Rica, Aricanduva, Jd. Dona Sinhá e Jardim Grimaldi, e está sob comando do Tenente Cel. Fábio Sérgio do Amaral, 50 anos, que neste período que antecede as festas de Natal e Ano Novo, intensifica as operações da P.M.  na prevenção de furtos, roubos e a crescente atuação de quadrilhas que sequestram as pessoas com a finalidade de saques através do PIX, como aconteceu recentemente, mas com os criminosos capturados, na área da 2ª Cia.
O Ten. Cel. Fábio, embasado em  dados estatísticos,  realiza operações contínuas para inibir os delitos e recentemente vêm obtendo resultados positivos com a Operação “Segurança para Todos”, que detecta os locais que demandam policiamento específico em horários de incidência de ocorrências. Segundo o comandante,  a gestão está centrada em 3 pilares, que propiciem a  administração planejada e a integração dos policiais militares.

Previous Next

Falta de capeamento pode causar acidentes

Os moradores reclamam há 20 anos sobre a falta de capeamento de um trecho da Rua Meireles Reis Filho e eles estão esquecidos pela Prefeitura. Nos dias de chuva, subir ou descer o pequeno trecho da via é um grande desafio, porque os munícipes podem quebrar as pernas, rolar ladeira a baixo ou estarem sujeitos a atropelamentos. Já os portões e muros são destruídos pelos veículos que não conseguem subir a rua íngrime. O capeamento já esteve na planilha de obras da Prefeitura, mas, desapareceu e muitos moradores já morreram sem ver o início dos serviços.

Falta de capeamento pode causar acidentes

Encontro dos idosos no Jd. Grimaldi

Amados, respeitados e assistidos pelos familiares e filhos. Ou explorados, sofridos, acamados e esquecidos  por aqueles que diziam que os amavam.
Envelhecer com dignidade, com abraços afetivos, sentir que os anos são construídos de degraus desafiantes e moldados de esperança. Ou caminhar sem sonhos, sem uma aposentadoria, sem um teto e às vezes sem alimentação.

Encontro dos idosos no Jd. Grimaldi

Adolescente se fere em sarjetão danificado

O adolescente  V. H. S, andava de bicicleta e ao passar pelo sarjetão danificado caiu e teve um corte profundo perto da virilha. Os pais, desesperados com o intenso sangramento, o levou  para o Hospital Municipal Dr. Benedicto Montenegro, que atendeu e realizou a sutura do ferimento. O adolescente foi medicado e está em acompanhamento médico, devido a gravidade do acidente.
O nosso Jornal publicou a reivindicação do morador Paulo Stramaro para construção de um novo sarjetão na rua Lopes Benavides na Vila Primavera.

Previous Next

Como a pandemia afetou crianças e adolescentes em Sapopemba

Em Sapopemba  foram registrados mais de 1.100 mortes pela Covid-19 e muitas pessoas  ainda sofrem com as sequelas da enfermidade. Milhares de famílias, em especial aquelas de maior vulnerabilidade são drasticamente afetadas pelos impactos econômicos, educacionais, psicológicos  e o agravamento das desigualdades sociais  no distrito. A Covid-19 recua, com o avanço da vacinação, mas as consequências  socioeconômicas vão perdurar por muito tempo.

Como a pandemia afetou crianças e adolescentes em Sapopemba

Prefeitura entrega unidades habitacionais em São Mateus e garante casa própria para 600 famílias

A Prefeitura de São Paulo entregou no dia 24, 600 unidades habitacionais de um total de 1.200 apartamentos em São Mateus. Os outros 600 imóveis devem ser concedidos em meados de setembro. Para o prefeito, Ricardo Nunes, a entrega das chaves é muito simbólico. “Significa dar dignidade a essas pessoas que moravam em área de risco. Não tem nada melhor do que ter um teto para cuidar da sua família”, explicou.
A cerimônia de entrega simbólica das chaves reuniu autoridades dos governos municipal, estadual e federal, órgãos que formaram parceria para viabilizar os empreendimentos. Em seu discurso, o prefeito destacou que os desafios habitacionais na capital são imensos para diminuir ou acabar com o grande déficit de moradias. Ele lembrou que a cidade de São Paulo paga auxílio-aluguel para 22.036 famílias. “Nosso plano de metas prevê a entrega de 49 mil unidades até dezembro de 2024. Temos uma longa jornada pela frente pois o número é bastante ousado, mas tenho certeza de que, com diálogo com os governos federal e estadual, vamos juntos atingir essa meta”, declarou Nunes.

Prefeitura entrega unidades habitacionais em São Mateus e garante casa própria para 600 famílias

Recapeamento também é respeito à vida

No exercício diário do jornalismo, escutamos relatos de moradores e as dificuldades que permeiam o acesso à saúde pelo SUS e em especial nessa época de pandemia.
Entre muitas reclamações que ouvimos dos moradores, algumas são graves e cabe o alerta aos governantes de como a população sofre. Destaca entre elas, a péssima qualidade de muitas vias, com buracos, degraus no asfalto de serviços executados inadequadamente e ondulações que tornam as vias quase intransitáveis.
O sofrimento agudo acontece quando uma vítima de acidente ou enferma é conduzida pelo SAMU ou pelo Corpo de Bombeiros, em macas rígidas. Discorrem as vítimas que sentem as dores das contusões e as dificuldades dos profissionais na condução dos veículos.

Previous Next

UBS Primavera/Colorado e UPA Sapopemba são prioridades para a população

O distrito de Sapopemba com seus 300 mil habitantes têm inúmeros equipamentos de saúde pública, entretanto estão pendentes as construções da UBS Primavera/Colorado e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sapopemba que constam na programação da Secretaria Municipal da Saúde, mas ainda sem previsão de editais de licitações para as construções desses equipamentos.

Previous Next

Sapopemba precisa de investimentos e geração de oportunidades

Nas últimas décadas aconteceram grandes mudanças em Sapopemba e região. Em especial, as construções da Linha 15-Prata do Monotrilho e do  Parque da Integração, que deram utilidade aos espaços desocupados da Av. Profº. Luiz Ignácio de Anhaia Mello e aos trechos da Adutora do Rio Claro promovendo as transformações que elevaram a qualidade de vida da população e terminando com o estigma de bairro abandonado.
Os benefícios chegaram, porém o desrespeito na utilização das áreas  urbanizadas prejudica a todos. Degradação dos espaços de uso comum, com lixo, entulho e furto de equipamentos.

Previous Next